Programação para crianças


É cada vez mais precoce o envolvimento das crianças no universo fascinante da informática, em especial na programação de softwares com as mais diferentes finalidades, de jogos a ferramentas úteis para o dia a dia dos usuários em geral.

Por isso, é muito relevante abordarmos o tema programação para crianças.

Tal assunto é tão importante para a sociedade moderna que no ano de 2013 o próprio ex presidente dos Estados Unidos Barack Obama esteve presente num evento destinado a incentivar o estudo da ciência da computação entre os pequenos.

Programação de jogos para crianças

Pois segundo o próprio Obama “não é uma habilidade somente importante para o futuro dos jovens, mas para o futuro do país” e afirmou isso por saber que:

  • O estudo da ciência da computação estimula o raciocínio lógico das crianças, fazendo com que elas desenvolvam competências ainda em tenra idade.
  • O domínio das ferramentas tecnológicas por parte das crianças em função do seu olhar diferenciado, da sua criatividade e também das suas necessidades trás perspectivas interessantes para o desenvolvimento de programas relevantes a qualquer país.
  • Crianças motivadas através do estudo da ciência da computação formarão jovens e adultos com capacidades ilimitadas.

Como iniciar uma criança a programar?

Não será através de códigos pesados e esquemas de difícil entendimento, até mesmo para adultos, que as crianças terão interesse pela arte de programar. Para elas o mais interessante é cativá-las a partir de programas criados exatamente com esse objetivo, já que utilizam plataformas agradáveis e ferramentas fáceis de usar tais como “drag and drop” (arraste e solte).

Nesse contexto podemos destacar programas muito atrativos para os pequenos, entre eles: scratch, small basic, kudo, gamemaker, etc. E vídeos estimulantes tais como o programação de games para crianças e jovens

Países desenvolvidos investem pesado nesse tema

Os países mais desenvolvidos do planeta, entre eles Estados Unidos, Japão e Inglaterra, investem pesado na orientação da programação junto às crianças. No caso dos pequenos ingleses, por exemplo, desde 2015 o ensino de programação de computadores para crianças faz parte do currículo das escolas com crianças a partir dos cinco anos de idade.

E isso é muito importante para o futuro não só do próprio país, mas das próprias crianças também, uma vez que a informatização do mundo através da globalização é um caminho sem volta, e certamente os melhores empregos estarão à espera dessas crianças precocemente capacitadas.

O Brasil perante a programação infantil

Infelizmente em nosso país a educação das crianças não é prioridade, enfrenta problemas estruturais sérios ainda e a questão da programação infantil apenas engatinha, o que é uma pena!

Programadores que poderiam promover de forma muito estimulante esse tipo especializado de ensino para as crianças não tem qualquer tipo de incentivo, condições de trabalho e os salários são muito baixos.

Contudo, parece existir certa pressão de fora para dentro (dos países desenvolvidos para aqueles em desenvolvimento) que força o país a iniciar esse processo também! E essa tendência pode ser observada em iniciativas disponibilizadas de forma gratuita por entidades que procuram estimular a arte de programar junto às crianças, tai como o projeto code.org

Esperamos que tenha gostado dessa matéria sobre programação para crianças!